Medicina da dor

O alívio ou a melhora da dor de pacientes com dor crônica, para que eles possam ter qualidade de vida, é nosso objetivo na medicina da dor.

Entre os tipos mais comuns de dor crônica estão:

Dor no ombro

Pode ser causada por diversos fatores, desde bursites e tendinites até artrose — a degeneração da articulação. Como nem sempre está associada à movimentação do ombro, pode tornar-se incômoda e incapacitante, atrapalhando até mesmo o sono.

Dor nas costas

Na maioria das vezes, a dor nas costas é resultado de uma multiplicidade de fatores. Seu surgimento e continuidade podem estar relacionados a má postura, estresse, sobrecarga, atividade física mal orientada, além de problemas na coluna como desvios e hérnias de disco.

Dor nos pés

A dor pode afetar qualquer parte dos pés, desde os dedos até o tendão de Aquiles. Além disso, pode ser consequência de uma série de problemas que incluem: fascite plantar, esporão do calcâneo, artrite, lesões ligamentares, entre outros.

Lombalgia (dor lombar)

A dor na parte inferior das costas pode até mesmo irradiar para as nádegas e as pernas. A intensidade e a duração dependem da origem, que costuma estar relacionada à compressão dos discos, estenose, hérnia de disco e osteoartrose.

Dor na cervical

Torcicolo, artrose, espondilite e hérnias são algumas das causas de dor cervical. Além da dor, a perda de força nos braços e mãos, a falta de sensibilidade e o formigamento são alguns sintomas associados ao problema.

Dor no calcanhar

A dor no calcanhar pode ser resultado desde alterações no formato do pé e na forma de pisar, até o excesso de peso. Também estão na lista de possíveis causas problemas como esporão no calcâneo, pancadas, fascite plantar e bursite.

Dores articulares

Podem acometer apenas uma articulação ou várias ao mesmo tempo, a depender do problema causador. Entre os incômodos mais comuns que acompanham as dores articulares estão ainda desconforto ao andar e em repouso, limitação de movimento e sensação de queimação.

Síndrome da dor miofascial

Condição clínica específica de dor muscular regional, associada à presença de um ou mais pontos dolorosos — os pontos-gatilho. A dor geralmente é profunda, mal localizada e acompanhada de fenômenos motores, sensoriais ou autonômicos.

Podem acometer apenas uma articulação ou várias ao mesmo tempo, a depender do problema causador. Entre os incômodos mais comuns que acompanham as dores articulares estão ainda desconforto ao andar e em repouso, limitação de movimento e sensação de queimação.

Menu